Ultimas Postagens

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Autorizado repasse de recursos da Saúde a municípios de todo o país; veja no Maranhão

O Ministério da Saúde autorizou os repasses de recursos federais relativos ao Piso Fixo de Vigilância em Saúde (PFVS) e à Assistência Financeira Complementar (AFC) da União para cumprimento do piso salarial profissional nacional dos Agentes de Combate às Endemias (ACE) e ao Incentivo Financeiro para fortalecimento de políticas afetas à atuação dos agentes.
Em portaria divulgada na edição do Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira, 19 de agosto, divulgou-se, Estado por Estado, os Municípios que receberão os repasses e os respectivos valores, conforme definido pela Lei Complementar 141/ 2012, que dispõe sobre os valores mínimos a serem aplicados anualmente pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios em ações e serviços públicos de saúde.
A portaria também define que nos casos em que for verificada a não execução integral do pactuado e a existência de recursos financeiros repassados pelo Fundo Nacional de Saúde para os Fundos de Saúde Estaduais, Distrital e Municipais não executados, seja parcial ou totalmente, o ente federativo estará sujeito à devolução dos recursos financeiros transferidos e não executados, acrescidos da correção monetária prevista em lei.
Fonte:luiscardoso.com






Mais informações »

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Mãe É Presa Acusada De Queimar Mãos Da Filha Com Colher


Um mulher de 28 anos foi presa em flagrante por uma guarnição da Polícia Militar, acusada de queimar as mãos de sua filha de 7 anos com uma colher de arroz. O flagrante aconteceu na tarde de sexta-feira (19), em Buritis. Segundo a PM, a mulher esquentou uma colher no fogo e queimou as mãos da menina como forma de punição por desconfiar que ela pegou dinheiro sem pedir.

De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, uma denúncia anônima levou a polícia até a casa da agressora. Em contato com a mãe, ela negou, porém foi surpreendida pela filha que saiu correndo em direção a guarnição pedindo socorro com as mãos queimadas.

A agressora tentou enganar os policiais dizendo que aquilo não era nada, e apenas estava dando um castigo à sua filha. Relata ainda no boletim de que os militares conversaram com a criança e ela contou que sua mãe teria esquentado uma colher no fogo e queimado as suas mãos. A mulher confessou o castigo e disse ter feito aquilo como correção.

Ao tomar ciência da situação, os policiais deram voz de prisão à mulher. Exaltada, a mãe tentou pegar a filha para bater, porém foi contida pela PM.

A menina bastante assustada foi encaminhada para o hospital regional para receber atendimento médico. Já a mulher foi encaminhada para a delegacia de polícia e apresentada ao delegado de plantão.
Fonte: Rondoniaagora



Mais informações »

Aberto edital para áreas quilombolas

Está aberta chamada pública do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para apoio à gestão territorial e ambiental de territórios quilombolas. Interessados têm até 6 de setembro para enviar propostas.
A chamada irá selecionar até cinco projetos, no valor total de R$ 470 mil, que contemplem a elaboração ou implementação de instrumentos de gestão territorial e ambiental e o fortalecimento de processos de mobilização, formação e fortalecimento comunitário para a gestão em territórios quilombolas em todos os biomas brasileiros.
“Povos e comunidades tradicionais têm desempenhado, historicamente, importante papel para a preservação e conservação da biodiversidade em seus territórios”, destaca o analista ambiental Jacobson Rodrigues.
VALORIZAÇÃO                             
O MMA tem articulado uma agenda importante para o reconhecimento e valorização da contribuição das populações tradicionais para a conservação da biodiversidade e para o combate ao desmatamento. Especificamente para os quilombolas, foi instituído um Grupo de Trabalho (GT), por meio da Portaria MMA nº 298 de 21 de julho de 2016, com a finalidade de propor diretrizes para a elaboração do Plano Nacional de Gestão Ambiental e Territorial Quilombola e ações para sua efetiva implementação, cuja primeira reunião está prevista para o final de agosto.
O GT dará continuidade aos trabalhos iniciados pelo MMA e outros órgãos parceiros, sobretudo SEPPIR, INCRA e ICMBio, que propiciaram a realização de duas oficinas nacionais e seis oficinas locais, contando com a participação de mais de 200 lideranças e representantes de comunidades quilombolas e da Coordenação Nacional das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (CONAQ).
CADASTRO AMBIENTAL
O MMA vem envidando esforços no sentido de fomentar a inscrição dos territórios de povos e comunidades tradicionais no Cadastro Ambiental Rural (CAR), que constitui um importante instrumento de planejamento e gestão ambiental de imóveis rurais.
Para isso, uma parceria entre o Serviço Florestal Brasileiro e a Caixa Econômica Federal publicou um Edital com foco na região do semiárido brasileiro (Edital FNDF/ SFB/MMA nº 01/2015), por meio do qual foram contratadas duas organizações não governamentais que irão inscrever no CAR cerca de 15 mil famílias quilombolas dos estados de Alagoas e Pernambuco.
Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227


Mais informações »

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Não tem pra ninguém: a população de Junco do Maranhão quer mudança


O quer era para ser uma simples caminhada, encheu as ruas da cidade e tomou proporções gigantes no Junco do Maranhão. A população foi às ruas e vestiu a camisa do vermelhão em demonstração de descontentamento com a atual administração da cidade, os Juncoeses estão dizendo não a reeleição, as fotos abaixo dizem tudo.













Mais informações »
© Blog do Zé 2016. Todos os direitos reservados.